Criança Excepcional Pergunta Feita a Chico Xavier Por Hebe camargo

Pergunta Feita a Chico Xavier

Criancas Excepcionais e o Suicidio – Chico Xavier Chico Xavier confortou, ao longo de sua vida, mães de crianças excepcionais.  

Criancas Excepcionais Parte da entrevista concedida a Hebe Camargo

Que a mensagem de Emmanuel no começo desse artigo sirva de incentivo a todos os pais, mães, tios, avós, irmãos, amigos especiais que têm o privilégio de receber crianças especiais em seu convívio.  

E, a nós, que ainda não somos pais, mães, tios, avós, irmãos ou amigos especiais, que possamos dispensar a nossa compaixão e caridade à todas essas crianças que necessitam tanto de um minuto de nossa atenção e respeito.  

Chico, explique à nossa irmã que este nosso irmão em seus braços suicidou-se nas dez últimas encarnações e pediu, antes de nascer, que lhe fossem retiradas todas as possibilidades de se matar novamente.  

CHICO – A criança excepcional sempre me impressionou, pelo sofrimento de que ela é portadora, não somente em se tratando dela mesma, mas também dos pais, e isso tem sido tema de várias conversações minhas com nosso Emmanuel, que é o Guia Espiritual de nossas tarefas.  

Veja:

Pergunta Feita a Chico Xavier sobre criança excepcional 

Reencarnado depois do suicídio recente, porque a pessoa quando pensa que se liquida, está apenas estragando ou perdendo a roupa de que a Providência Divina permite que se sirva durante a existência, que é o corpo físico, a verdade é que ela em si é um corpo espiritual;  

se atingiu apenas o centro da visão, volta cega, mas se atingiu determinadas regiões mais complexas do cérebro, vem em plena idiotia, e aí os centros fisiológicos não funcionam.  

Endocrinologia teria de fazer um capítulo especial para estudar uma criança surda, muda, cega, paralítica, porque aí a criatura seria uma vida no santuário da vida, que é a parte mais delicada do cérebro.  

Se ela suicidou-se, mergulhando em águas profundas, vem com a disposição para o efizema, o efizema infantil ou da mocidade nos primeiros dias da vida;  

se ela se enforcou, vem com a paraplegia, depois de uma simples queda, que toda criança cai (do colo da ama, do colo da mãezinha);  

Pergunta Feita a Chico Xavier os Excepcionais 

O complexo de culpa adquire dimensões tamanhas que o quimismo do cérebro se modifica e vem a esquizofrenia como uma doença verificável, porque através dos líquidos expelidos pelo corpo é possível detectar os princípios de esquizofrenia;  

mas o esquizofrênico é o homicida que se fez suicida, porque o complexo de culpa é tão grande, o remorso é tão terrível que aquilo se reflete na próxima vida física da criatura durante algum tempo ou muito tempo.  

então, toda mulher desfruta desse privilégio da Providência Divina, mas, os filhos excepcionais são confiados tão somente às grandes mulheres que têm capacidade de amar até o infinito.”  

Então, eu pergunto: onde, dentro dos fenômenos cármicos, onde, dentro da evolução espiritualista, nós podemos condicionar essas crianças, essas criaturas de Deus?  

Sem o corpo, somos hospitalizados em cidades e colônias do mundo espiritual pela benemerência de Nosso Senhor Jesus Cristo, através dos Seus mensageiros, como verdadeiros doentes mentais em estado grave.  

Pergunta Feita a Chico Xavier Criancas com Graves Deficiencias 

E tão somente o regresso ao corpo físico pode operar em nós, isto é, facultar-nos a possibilidade da reestruturação daqueles mesmos implementos do corpo espiritual que nós destruímos.  

Muitas vezes a idiotia não é senão o processo de internação que solicitamos, por nós mesmos, com as nossas

necessidades, para que venhamos a entrar num período de autotratamento intensivo.  

O inferno reside em nossa própria mente, quando nós infernizamos a nossa vida, quando entramos num processo de

culpa intensiva, absoluto, conscientemente nós estragamos a nossa vida cerebral, o nosso mundo mental.  

Nós obstruímos os canais do equilíbrio, perdemos a conexão com aqueles que são os benfeitores máximos da nossa vida

, e eles mesmos, por amor a nós, nos ajudam, nos colocando em braços de mães maravilhosas, de pais abnegadíssimos,

que nos ajudam em nossa própria reestruturação.  

AS VICISSITUDES DA VIDA DERIVAM 

O espírito encarnado, quando transita pela fase infantil de sua existência física, pode sofrer determinados embaraços.  

Quando analisamos sob a óptica espiritual, abandonamos a idéia materialista de crianças marcadas pelo azar ou pelo

capricho do destino, como se fossem inferiores às outras.  

Indagados por Kardec sobre esta possível natureza inferior, os Espíritos responderam que não se trata de inferioridade

moral, por vezes, tratando-se de espíritos mais inteligentes que a maioria dos homens, mas que “sofrem da insuficiência

dos meios de que dispõem para se comunicar”.  

Kardec – nos convida: “Rendamos graças a Deus, que, em sua bondade, faculta ao homem reparar seus erros e não os

condenam irrevogavelmente por uma primeira falta”.  

JUSTIÇA 

Providência Divina permite que determinados espíritos reencarnem nesta condição, para aprenderem uma grande lição

através do constrangimento a que ficam sujeitos, totalmente impossibilitados de se manifestarem normalmente.  

Os amigos espirituais alertam: a imensa maioria dos casos de crianças portadoras de deficiência física e/ou mental são

aqueles que voltaram contra si mesmos, buscando na porta ilusória do suicídio, o fim de dificuldades somente vencidas

através da fé, da perseverança e da boa vontade.  

O remorso, aliado aos prejuízos causados pelo ato infeliz, faz que o espírito não disponha de condições nem de méritos

para retornar às lidas terrenas num corpo físico isento de quaisquer lesões.  

Pergunta Feita a Chico Xavier PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NA DÍVIDA 

Os pais, como em qualquer ambiente doméstico, trazem vínculos profundos com esses filhos, carregando uma parte dos

motivos que ocasionaram a queda desses espíritos, e, como tal, devem lutar e sofrer com eles.  

Infelizmente, existem pessoas que se julgam despreparadas para superarem determinados testes, passando a agir de

maneira irresponsável, fugindo às próprias obrigações para com os mecanismos da lei de causa e efeito.  

Semelhante fuga ocasiona o agravamento do problema, comprometendo toda a programação reencarnatória, adiando,

não raro, para muito longe, a reparação e a retomada do crescimento espiritual.  

Facebook Comments
share on: